Qual a voz que os nossos filhos realmente ouvem?

Qual a voz que os nossos filhos realmente ouvem? Será aquilo que falamos de forma pomposa, um discurso exaltado ou aquilo que fazemos e realmente falamos no nosso dia a dia mais ordinário?

Certa feita, quando eu tinha uns oito anos de idade, estávamos indo embora de uma visita a casa de amigos dos meus pais. Meu pai ao se despedir da família anfitriã disse: “Fiquem com Deus”.

Caminhamos para o carro e quando já estávamos para partir ouvimos a resposta dos amigos: “Vão com Deus”. Meu pai então deu partida no carro e partimos.

Eu estava distraído brincando quando ouvi meu pai dizer “Vão com Deus! Fiquem com Deus! Poxa! Deus é mesmo incrível!”

Isso parece simples, mas nós não éramos religiosos. Raramente íamos a Igreja Católica. Naquele momento tive uma das minhas primeiras impressões de quem era Deus.

O que nós falamos próximos de nossos filhos mesmo quando parece que eles não estão ouvindo, marcam profundamente a vida deles. Até porque, não se engane, eles estão ouvindo!!

qual a voz que os nossos filhos realmente ouvem? Vida Boa de Pai

Qual a voz que os nossos filhos realmente ouvem? – Vida Boa de Pai. Finte: internet reprodução.

Não foram exatamente as palavras que meu pai disse e sim a maneira como o fez. De forma despretensiosa. Ele não estava interpretando um papel estava sendo ele mesmo.

A fala, dita educativa, é muita poderosa e com certeza faz diferença em nossos filhos. Mas qual a voz que os nossos filhos realmente ouvem?

 A maneira como conversamos com os nossos amigos e familiares enquanto almoçamos ou jantamos juntos, quando assistimos um jogo de futebol e lidamos com as coisas do dia a dia é que vai marcar de forma mais profunda nossos pequeninos.

Se eu explico para o Daniel, meu filho mais novo, que devemos tratar com respeito as pessoas, mas grito com a sua mãe, sou ríspido com amigos ou conhecidos e o ignoro quando ele vem falar comigo, o que ele de verdade ouve?

Com toda a certeza ele vai ouvir o que grita mais alto e aí não tem pra ninguém amigos, as nossas próprias ações e falas do dia a dia usam um grande e poderoso microfone.

Há algo poderoso na frase que é dita ser de São Francisco de Assis e que a podemos levar para todos os aspectos da nossa vida:

Pregue, se necessário for, use Palavras.

Fabrício Barbosa é pai super presente, apaixonado e dedicado de dois lindos garotos. Também é acadêmico de Psicologia, Palestrante, Master Practitioner em PNL, Coaching de Vendas  e Consultor de Negócios.


Junte-se a nós na comunidade #vidaboadepai. Faça como o Fabrício Barbosa (meu xará)! Se você tem interesse em compartilhar momentos, inspirar outros pais, contar histórias ou fazer um depoimento, envie então um e-mail para eutenho@vidaboadepai.com. Iremos ler, responder e se você quiser, contar a sua história no blog Vida Boa de Pai.

Comente aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.